30 de outubro de 2011

Prolixo

O tempo se encarregou de levar
Toda sua alegria jovial
Dos tempos em que havia esperança

Todo o sofrimento vivido
Deixou um estigma estampado em sua alma


As veredas do destino o rege para o desconhecido
Leve-o de volta ao passado, onde tudo começou
Ele deplora pelos erros cometidos
Anseia por um recomeço


O silêncio repousa e a calmaria permite ouvir
O vento fúnebre que assopra o medo para perto


Caminhe até o alto das montanhas
Respire fundo o ar que vem dos céus
Encontre forças para continuar
Existe algo bem maior que lembranças tristes.

3 comentários:

  1. Gabi, suas palavras sempre serão perfeitas, além de serem um refúgio para eu conseguir expressar os meus sentimentos... Parabens. Bjoss.

    ResponderExcluir
  2. Você me surpreende...e me encanta cada dia mais!

    ResponderExcluir